📦 ENVIOS GRÁTIS A PARTIR DE 30€ CONTINENTE E ILHAS!

Aplicações terapêuticas

 

O CBD é uma substância que ajuda em casos de ansiedade, depressão, insónias ou falta de apetite. Até em questões musculares como espasmos ou dores causadas na prática de desporto pode ser útil.

Os benefícios que o CBD traz são cada vez mais comprovados pelos diversos estudos científicos, estando associados à dissipação ou melhoria dos sintomas dos quais o CBD produz efeitos, tais como:

  • Depressão
  • Esquizofrenia
  • Epilepsia
  • Espasmos
  • Inflamações
  • Convulsões
  • Cancro
  • Dor (Muscular, Nevralgia)
  • Perda de Apetite
  • Insónias
  • Esclerose Múltipla
  • Doença de Parkinson
  • Fibromialgia
  • Osteoartrite
  • Obesidade
  • Distúrbios Alimentares
  • Glaucoma
  • Náuseas ou Vómitos
  • Entre outros.

Á medida que vários estudos e investigações se desenvolvem em torno da Canábis, mais aplicações terapêuticas se descobrem. Casos como o cancro, por exemplo, têm sido promissores na utilização de CBD como agente inibidor do seu crescimento. Visto serem várias as informações neste campo, reunimos algumas das mais importantes para falar neste artigo:

O CBD, a Dor e a Inflamação

Seja no tratamento da dor crónica, dores pontuais, ciática, dores musculares, nevralgia ou inflamações, o CBD atua eficazmente, sem efeitos secundários negativos. É um poderoso analgésico e anti-inflamatório natural, que substitui as medicações existentes no mercado, eliminando ou atenuando a dor de forma significativa e reduzindo a inflamação geral ou localizada.

 Veja como os cannabinoides atuam em forma de analgésico no sistema nervoso central neste vídeo desenvolvido pela Universidade de Toronto no Canadá.

Quando as terapias convencionais não respondem, por vezes, às necessidades do paciente, o CBD atua de forma bastante eficaz. Nisto incluem-se, além das dores gerais e crónicas, patologias como a fibromialgia, artrose, nevralgia, osteoartrite, entre outras que causam dor e inflamação.

Para ávidos desportistas e para pessoas que praticam atividades físicas que poderão ser intensas, o CBD atua também como relaxante muscular, aliviando as dores provenientes de atividade física intensa.

O CBD e a alimentação

Existem provas de como a canábis atua em relação a distúrbios alimentares, obesidade ou até a falta de apetite. De acordo com um estudo realizado em 2015, descobriu-se que o THC aumenta o apetite, mas impede o aumento de peso, enquanto que o CBD suprime o apetite, fazendo com que a pessoa se sinta satisfeita mais rápido, não impedindo no entanto a pessoa de comer.

Mas tal como acontece com qualquer plano de perda de peso, uma dieta equilibrada acompanhada de exercício físico regular são sempre formas de sucesso. 

CBD no tratamento de insónias

InsóniaCBD pode combater eficazmente a insónia, pois aumenta os ciclos de sono profundo e reduz a fase REM (quando sonhos e pesadelos ocorrem). O efeito é relaxante e sedativo e faz com que a pessoa durante o dia tenha menos stress, ansiedade e esteja mais calma, graças a um maior tempo de sono e aos benefícios que o CBD traz.

CBD na resposta ao cancro

De acordo com uma reportagem transmitida na RTP1, Paulo Tavares, Coordenador de Oncologia Médica da Unidade de Tumores do Aparelho Locomotor dos Hospitais da Universidade de Coimbra, explica como os canábis medicinal atenua os efeitos da quimioterapia, recomendando o uso aos seus pacientes. Nesses casos, o CBD elimina as náuseas por completo, assim como melhora a alimentação e nutrição.

Também existem estudos efetuados em universidades italianas que sugerem que o CBD é um potente inibidor de crescimento e metastização de tumores, apesar de serem necessárias mais investigações e estudos.

CBD como suplemento

Cada vez mais, estudos comprovam a eficácia do CBD no combate à doença e como solução eficaz no tratamento. As pessoas têm vindo a se expressar quanto à eficácia e ao alívio das várias doenças, surgindo cada vez mais nos media e online vários relatos em primeira mão e experiências pessoais de como o CBD tem ajudado a superar a sintomatologia ou a doença. Contudo, o CBD não deve ser considerado uma alternativa à medicina tradicional e deve ser sempre discutido com um profissional de saúde como um suplemento alimentar. Fale sempre com o seu médico sobre a utilização destes suplementos alimentares como um complemento e não como uma substituição de medicamento.

Descobrindo a dosagem certa

Para quem ainda está a descobrir as vantagens que o CBD traz no alívio dos seus sintomas, as primeiras vezes poderão ser um teste de paciência. Para alguns, a dosagem pode ser pequena e para outros não fazer qualquer efeito no alívio do seu sintoma, portanto poderá levar algum tempo a encontrar a dosagem ideal para o seu caso. As reações no uso do CBD também irão variar de pessoa para pessoa, sentindo imediatamente os seus efeitos ou levar um tempo até serem sentidos.

Toda a dosagem depende do propósito da qual está tomando CBD. No caso do óleo, geralmente são entre 1 a 5 gotas, que poderá ser ajustado conforme a necessidade. Cada gota contêm aproximadamente 0,05ml, sendo que no óleo de 3% traduz-se em 1,5mg de CBD, enquanto que no de 5% são 2,5mg.

Várias pessoas experimentaram certas dosagens para diversos sintomas, tais como por exemplo:

  • Dores (Pontuais ou Crónicas): 2,5mg a 20mg
  • Insónias: 40mg a 160mg
  • Esclerose Múltipla: 2,5mg a 120mg
  • Glaucoma: 20mg a 40mg.

Estas dosagens são apenas exemplos, pelo que não deverão ser tomadas em conta sem antes consultar um especialista.

 

Aviso legal
Toda a informação contida neste artigo não constitui aconselhamento médico ou profissional. Não dispensa a consulta de um profissional de saúde qualificado para o tratamento da sua sintomatologia. Não nos responsabilizamos pelo uso indevido, ou pelas dosagens mencionadas neste artigo. Procure sempre aconselhamento profissional.